21Agosto2017

Consolidação

 

No início da caminhada cristã, é fundamental contarmos com mãos que nos apóiem e nos direcionem nessa nova vida. Essa é missão do Ministério de Consolidação da Igreja Evangélica Vida, responsável por acompanhar as pessoas que se decidem por Jesus, esclarecer sua fé e encaminhá-las à integração em uma célula.

Esse é um ministério muito importante porque, segundo o pastor Valteci Moreira, líder geral do Ministério de Células, “fecha a porta dos fundos da igreja, por onde os novos convertidos saíam e não mais voltavam. É um processo para reter os frutos”. Por estar vinculado à visão celular, o Ministério de Consolidação é coordenado pela mesma equipe responsável pelas células.

Para ser um consolidador, a pessoa deve ser membro da igreja há pelo menos seis meses, ser integrado à uma célula e participar do treinamento oferecido pela IEV para a função. É importante ser amoroso e ter paixão pela conquista de almas para Cristo.

Como a primeira impressão é a que fica, é comum ouvirmos dos novos convertidos a importância do acolhimento que receberam no ato da consolidação. “Percebemos o quanto faz diferença para aquele que é novo e ainda está dando seus primeiros passos na fé”, comenta Kátia Lopes, integrante da equipe que coordena o Ministério de Células.

A principal atuação do Ministério acontece durante os cultos da igreja. A equipe de trabalho é fixa e conta atualmente com 15 pessoas divididas em quatro grupos que se alternam para dar assistência aos cultos. Cada equipe tem uma liderança que, por sua vez, está submetida à coordenação do Ministério de Células.

O trabalho de consolidar envolve várias etapas. Quando a decisão é feita nas celebrações da igreja, o consolidador conduz o novo convertido a um processo de solidificação da nova vida em Cristo. A partir daí, são feitos pelo menos três contatos com a pessoa alvo da consolidação: o consolidador, um líder de célula e o Ministério de Célula, que se apresenta para dar as boas vindas à família IEV e à família de Cristo.