Você pode participar da construção do novo templo da Igreja, orando e contribuindo! Clique aqui!!! 
ofertar 

Dança e Teatro

dançaDANÇA e TEATROteatro

SOMOS ARTE PARA DEUS!

 

  Expressar-se artisticamente não é algo novo ou moderno. A arte tem sua aparição desde os tempos primórdios em que desenhos esculpidos em cavernas retratam ações teatrais ou danças que remetem à celebrações, guerras, vitórias de um povo ou tribo. Na Bíblia vemos mais a palavra dança, destacando que a arte esteve presente também entre o povo de Deus, mas não só ela, e sim toda a obra feita pelo maior artista do universo. No livro de Êxodo 36:35b / 37b vemos os versículos terminarem com a frase “obra de artista, obra de bordador”, entre outros, dando-nos o entendimento que a arte fazia parte da vida do povo de Deus. Em Levíticos 7:29-34 a dramatização está presente quando o povo vinha oferecer sacrifícios ao Senhor. Eles ofereciam suas ofertas com uma postura, um ritual, havia toda uma apresentação e preparação para esse momento.

 

  A dança, por sua vez, é uma expressão de alegria a Deus e rendição pelos Seus feitos. Temos exemplos bíblicos de danças que exaltavam a Deus e engrandeciam o Seu Nome, como quando os soldados voltavam da guerra vitoriosos e as mulheres saiam ao encontro deles com danças e cânticos para receberem aqueles que haviam vencido a batalha no nome do Deus dos exércitos. O povo manifestava seus sentimentos de vitória com danças, como vemos em I Sm 18:6- 7. Assim, também, foi quando o povo de Deus fez a travessia do mar vermelho. Miriã, a profetisa, e as demais mulheres libertadas do Egito, começaram a celebrar a vitória que Deus havia dado ao povo diante do exército de Faraó, dançando, como descreve Ex 15:20. Davi, por sua vez, após conduzir a Arca da Aliança da casa de Obede-Edom à cidade de Jerusalém, ia dançando, expressando sua alegria ao Senhor, fato narrado em II Sm 6:16. Jeremias relata no capítulo 31, versículo 13, que após uma grande colheita, o povo celebrou ao Senhor e nessa celebração estava todo o povo, incluindo as moças, os moços e os mais velhos agradecendo a Deus com danças. Mas o próprio Jeremias também faz menção quando o povo se entristeceu e a dança tornou-se em lamento conforme Lm 5:15.

 

  Nós, como igreja do Senhor Jesus, continuamos exaltando ao Senhor expressando nossa adoração também com as danças, demostrando a nossa alegria de servirmos a Deus e celebrarmos o Seu nome. Para dançarmos na presença do Senhor não é necessário fazermos parte de um ministério específico, embora alguns tenham o chamado para esse serviço. O que precisamos ser é parte do corpo de Cristo para vivermos a liberdade que Ele nos doou na cruz. Nós, ministros de adoração/dançarinos/ adoradores, estamos ali apenas para conduzir a igreja a adorar a Deus e se expressar de forma livre.

  O teatro, por sua vez, é uma ferramenta que pode relembrar histórias bíblicas como os milagres de Jesus ou outras histórias que sejam proveitosas para o Reino de Deus. Quem nunca foi impactado assistindo à dramatização do teatro LIBERTA-ME, apresentado como ministração algumas vezes em nossa igreja? Ou pelo teatro LUCIA, abordando nossa responsabilidade como filhos de Deus em cumprir o IDE de Jesus?

 

  As artes estão aí a serviço do Senhor, esse é o objetivo e razão para fazerem parte da vida da igreja.

  “Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus, a qual ele derramou sobre nós com toda a sabedoria e entendimento. E nos revelou o mistério da sua vontade, de acordo com o seu bom propósito que ele estabeleceu em Cristo, isto é, de fazer convergir em Cristo todas as coisas, celestiais ou terrenas, na dispensação da plenitude dos tempos. ” - Efésios 1:7-10

 

Edigleice Dornellas Líder dos Min. Teatro e Dança